Entrada Entrevista Sensei Kanazawa

Hirokazu Kanazawa 10 º Dan SKIF, é um dos instrutores de Karaté mais avançado do mundo, com nome e reputação, não só leva centenas de pessoas para assistir aos seus cursos por onde passa, como também ajudou a estabelecer uma das maiores organização do mundo, "Shotokan Karate International Federation", com mais de dois milhões e meio de membros, todos seguindo o seu "Way". É um dos poucos Mestres que ainda se encontra a ensinar, tendo aprendido com o Mestre Gichin Funakoshi. Kanazawa foi aluno do Mestre Masatoshi Nakayama (Instrutor Chefe ex- Japan Karate Association). Fez parte do primeiro Curso de Instrutores JKA. Passou e passa a maior parte de sua vida dedicando-se à promoção e desenvolvimento do Shotokan. É sem dúvida uma das figuras mais importantes na história do Shotokan, o enorme grau de popularidade desta arte, os seus seguidores e o seu desenvolvimento é sem dúvida devido a este Mestre, que sempre usa um sorriso.

D.S.: Eu gostaria de começar por lhe agradecer pela entrevista. Tem uma herança de Karate rica, treinando com alguns dos principais Mestres da história do Karate. Poderia contrar-nos um pouco sobre o seu início no Karate ? Hirokazu Kanazawa:... O colega do meu irmão era um karateca, o Sr. Yamashiro Hiroyoshi, e eu aprendi um pouco com ele, mas isso não foi o meu treino formal em Karate. Então, quando eu fui para Universidade comecei a treinar, na Universidade de Nippon, mas sempre quis tornar-me mais forte no Karate. Em seguida, visitei todas as outras universidades de Tóquio e encontrei a Universidade de Takushoku. Mudei-me para lá, e comecei a treinar com muitos dos velhos Mestres, Okazaki foi meu senpai, o Sr. Nishiyama, foi meu senpai, juntamente com muitos outros nomes. Foi a primeira vez que eu fiquei num apartamento, mas eles levaram-me para um dormitório onde havia mais praticantes de Karate e ai, treinava muito duro todos os dias.

DS: Fez parte do primeiro Curso de Instrutores JKA com Sensei Nakayama mas não como formando mas sim formador, tem alguma memória que gostaria de partilhar?

HK : O modo de ensino de Nakayama éra muito científico e muito lógico, e eu gostava, mas o treino era muito duro todos os dias. Sabíamos que Nakayama não gostava de cobras e dizia " se vires uma cobra, apanha-a ", como se vires um cachorro, não tenhas medo. Então, quando nós estávamos no treino e já muito cansados pegamos numa cobra pequena e punha-mo-la à frente de Nakayama, e o treino estava acabado.

DS: Qual foi a coisa mais importante Sensei Nakayama lhe ensinou como seu Mestre?

HK : Nakayama era uma pessoa pequena, assim como no Japão a estatura das pessoas é relativamente baixa, mas a minha é maior, eu sou uma pessoa alta. Eu gostava de treinar com Nakayama, porque as minhas técnicas favoritas eram todas ao nível jodan e como ele era baixo, era mais fácil entrar com os meus golpes. Mas, ele gostava muito de treinar comigo. Nakayama estava sempre feliz.

DS: Num dos seus escritos, Sensei Nakayama discute o uso do eixo central usando os quadris. Qual a sua opinião sobre isso e como ela deve ser usado durante a rotação dos quadris e por quê?

HK : A opinião de Nakayama Sensei é muito precisa e muito científica, mas às vezes parece-me exagerada. O foco é bom quando você tem muita rapidez e é muito forte, a minha opinião é diferente, mas estou sempre pronto a discuti-la.

( Nota do Editor: Nos seus escritos Mestre Nakayama discute o uso do eixo central do corpo para girar. Sensei Kanazawa, no entanto, defende o uso do que é comumente chamado de "teoria da dobradiça impressionante" gyaku-zuki, ao atacar com a mão direita o quadril esquerdo atua como uma dobradiça de uma porta, e o punho avança para shomen desde hanmi , como uma porta a bater.)

DS: O Sensei, teve a sorte de estudar com o mestre Funakoshi . Olhando para trás, à popularidade mundial de karate , sente-se feliz?

HK : Oh sim, muito feliz. Ele era muito espiritual, tinha uma atitude muito espiritual, mas também compreendia os pontos de vista dos alunos jovens.

DS: O que pensava Sensei Funakoshi em relação ao estudo biomecânico do Karate, o qual foi mais tarde introduzido exclusivamente por Nakayama Sensei ?

HK : Funakoshi Sensei não gostava de se exprimir em relação a isso porque ele achava que o karate era a educação espiritual. Mas Nakayama pensava de outra forma, pensava em expandir e levar o Karate para todo o mundo. A necessidade da prática global de Karate foi a competição. Já havia uma grande percentagem de karatekas a querer competir .

DS: De que forma acredita que a abordagem Budo à formação Karate tem um efeito positivo sobre as pessoas como seres humanos, bem como disciplinado o karate ?

HK : O Budo é muito bom para as pessoas para se tornarem fortes. Toda a gente pode desfrutar do desporto e divertir-se, mas o Budo é diferente. O Budo ajuda a tornar o corpo e a mente forte. O desporto em geral é prazer, é amizade. O Budo é tornarmo-nos fortes com possibilidades infinitas, respeitando sempre os outros.

DS: O Sensei faz sempre referência à respiração no Karate. Foi algo que enfatizava fortemente Nakayama Sensei ou qualquer outro superior, ou o seu estudo de Tai Chi tem influenciado a sua atenção para sua respiração? Qual a sua importância no Karate ?

HK : A maioria de minhas técnicas de respiração foram desenvolvidos por mim mesmo. Nakayama Sensei queria que eu as descobrisse por mim mesmo, então enviou-me para aprender Aikido. Eu também comecei a estudar Tai Chi , que ensinou-me a relaxar e a aprender mais sobre a respiração. Além disso, um dos meus mestres de Aikido começou a treinar Karate e estávamo-nos a ensinar mutuamente, então eu descobri por mim mesmo as técnicas de respiração e a sua importância.

DS: Sensei , há quanto tempo pratica Tai Chi e que estilo pratica?

HK : Tai Chi ... Durante a minha estada no Japão, eu treinava com o Sensei Yang, até 1968, mas foi em 1958 quando eu comecei a praticarTai Chi .

DS: Que estilo pratica?

HK : Yang. è um dos estilos de Tai Chi .

( Nota do Editor: O estilo Yang de Tai Chi é sem dúvida o estilo mais praticado do Tai Chi ).

DS: Pode falar sobre ki ?

HK : Acho que o ki está no centro do corpo, tanden. Temos energia no momento do nascimento, e obtemos energia a partir do "éter". Além disso, a respiração ajuda o ki . Obtemos energia através da respiração, do exercício e da meditação.

DS: Muitas pessoas hoje não usam o makiwara , escolhendo usar bolsas ou almofadas no seu lugar. Acha que o makiwara é ainda um dispositivo de treino importante?

HK : Oh sim, para mim é muito importante. Ele só nos faz mais fortes, mas mais importante é ohara, para produzir energia. Makiwara é a formação para o foco.

DS: Sensei Kanazawa é um artista popular e respeita todas as artes marciais fora do KarateShotokan . Quão importante acha que é integrar o Karate, de outros estilos, no seu treino de Shotokan ?

HK : Eu respeito todos os estilos. Todos os estilos são bons e têm coisa muito boas, especialmente Gojuryu. Quando era estudante universitário, sempre vi o Sensei Yamaguchi Gogen a visitar todos os professores de outras artes e a treinar com eles, em Okinawa. Aprender e respeitar os outros estilos é muito importante.

DS: Tem treinado com diferentes Senseis de diferentes estilos como Seikichi ToguchiSensei ... Como é treinar com essas pessoas?

HK : Eles cuidaram de mim quando eu visitei Okinawa , e levaram-me a muitos dojos de lá.

( Nota do Editor: Sensei Kanazawa retornou ao Japão. pelo seu ensino, no Havaí, depois de quase dois anos, em 1963, então um grupo de vinte karatecas, incluindo Sensei Kanazawa e Enoeda viajou para Okinawa para experimentar o Karate na sua terra natal. Sensei Kanazawa no seu livro " Karate - My Life "compartilha histórias engraçadas de sua época, e descreve a viagem como uma" experiência fantástica ").

DS: Gostava de algumas vitórias fantásticas, como um concorrente. Olhando para trás, quem diria que foi o rival mais competitivo?

HK : Éramos todos rivais (rindo), e todos fomos grandes professores. Nishiyama, Enoeda, Shirai, todos brilhantes.

DS: No início de sua viagem fora do Japão como um instrutor de Karate , o principal objetivo era torná-lo conhecido para o mundo. Isso é correto?

HK : A JKA disse-me: " Você tem que ir, "Eu realmente gostei do Karate e eu acho que é óptimo para tudo, para o corpo, para o pessoa e para a mente, e, portanto, quis dar a todos os outros os meus conhecimentos. É claro que houve também amizades entre os países e o Japão . Eu gostava de viajar pelo mundo para ensinar.

DS: Sensei , tem viajado para o Reino Unido para ensinar desde 1965. Como é que o seu estilo de ensino mudou ao longo dos anos que se passaram?

HK : Quando eu vim para a Europa, os japoneses são muito mais baixos e os europeus tendem a ser maiores, as técnicas ensinadas, eram, principalmente ao nível das pernas (pontapés). Modifiquei algumas Kata por exemplo, Empi, utilizado mawashi-geri, ensinei pequenas mudanças no kata, e os alunos tornaram-se muito bons no trabalho de pernas.

DS: Qual foi sua impressão do Reino Unido quando veio pela primeira vez? Como é que as coisas mudaram?

HK : O Ingleses são geralmente senhores. "Caballero" significa Bushido - ser gentil - e foram gentis comigo. Este é o espírito do Budo . Eu também estava muito feliz por ensinar os Ingleses, eles treinam duro sem fazer perguntas. Eu de vez em quando perguntava "Você tem alguma pergunta?", a resposta obtida era sempre negativa. Mas quando eu fui para a Alemanha para ensinar, já era diferente, estavam sempre a fazer perguntas, e eu dizia-lhes, não pergunte, você tem é que fazer. Ambos europeus, mas pessoas diferentes.

DS: Depois de tanto tempo nas artes marciais, o que é que o mantém ainda animado sobre a aprendizagem?

HK : No futuro, eu quero saber mais, porque não basta ver e ouvir, eu quero olhar mais profundo, mais além. Isso é o que me mantém a continuar a treinar.

DS: É um grande professor de Kobudo incluindo muitas armas. Qual é a sua razão?

HK : Karate é a família, o irmão de muitos Kobudo. Okinawa Bo , Sai , Tonfa ,Nunchaku , muitos tipos de Kobudo é a família de Karate . Instrutores Dojo SKI deve saber Kobudo , e não apenas karate . Se não, o Karate melhora muito lentamente. Precisamos praticar para entender a história .

DS: Qual é a sua arma favorita?

HK : Nunchaku e Bo .

DS: Depois de ver a grande demonstração de Iaido nos últimos Campeonatos do Mundo em Tóquio, pode dizer-nos há quanto tempo está a treinar nesta arte marcial e por quê?

HK : Tenho praticado por um longo tempo e queria-o fazer para fazer bem ao espírito ... O katana é o mesmo espírito. O katana é muito honesto.

DS: As pessoas dizem que as artes marciais têm uma dimensão espiritual. O que acha disso?

HK : O Karate ou qualquer arte marcial não é apenas técnica. Técnica é apenas o físico. Mas há a alimentação interna, o poder espiritual, o poder mental, esta deve estar sempre em harmonia, é uma parte importante das artes marciais.

DS: Algumas pessoas dizem que as artes marciais têm qualidades espirituais, tais como "Will". Quando você trabalha duro, você vai ter perseverança. Anos e anos de prática de artes marciais significa que você pode ter experiências espirituais. Você Sensei explicou a experiência ao lado de uma árvore, quando ele foi embora no meio da noite ..., teve muitas experiências espirituais?

HK : Você já ouviu falar de " Mind Over Body ", que é também o poder espiritual, e vai além da ciência. Às vezes eu sinto como se pudesse se comunicar com a natureza ...

DS: Você mencionou seu tempo na Takushoku e como uma época difícil de treino. Como isso afectou sua vida?

HK : Durante esse tempo aprendi a entender as pessoas. Ajudaram-me a entender o respeito e dar-me ao respeito.

DS: Por que acha que é importante aprender artes marciais?

HK : O mais importante nas artes marciais é o desenvolvimento do carácter. Se as pessoas estiverem sempre zangadas e irritadas, a sorte escapa-se-lhes. Mas se você agradecer sempre o que tem e for honesto, tanto para si como para o próximo, então todas as coisas boas vão acontecer. Então, eu estou sempre agradecido com o que a vida me deu e proporcionou ." Obrigado, obrigado ".

DS: Onde vê a SKIF no futuro, como acha que a SKIF continuar a evoluir e a adaptar-se?

HK : Incidirá sobre o desenvolvimento das crianças, tanto na disciplina de ensino, física e mental. Nos mais velhos, continuamos a desenvolver e a manter relacionamentos entre pessoas de todo o mundo, criando um melhor relacionamento.

DS: Quem o inspira hoje dentro ou fora do karate ?

HK : Há muitas pessoas e é muito difícil escolher uma pessoa.

DS: Pratica muitas kata como Nijuhachiho. Porque é que estas katas são tão importantes?

HK : O kata é muito importante para a educação e para a arte. Nas artes há muitos tipos, por isso é importante estudar todos os katas .

DS: Qual é a origem de Nijuhachiho ?

HK : Esta kata é Shurei (sic) como Gankaku , Chinto . Este kata foi desenvolvida por uma "Garça Branca" e todas estas katas foram desenvolvidos a partir da mesma família.

DS: Qual é o kata favorito Sensei Kanazawa e por quê?

HK : Eu realmente gosto da Gankaku. Eu queria fazê-la em todos os Campeonatos do Japão, mas Nakayama Sensei disse-me: "tens que fazer a Sochin" assim que eu a fiz, ganhei, mas teria gostado de fazer Gankaku.

DS: O que acha do Karate desportivo WKF ?

HK : O desporto é bom, mas desporto e Budo são muito diferentes, desporto é como homem e Budo é o como a mulher, ambos humanos, mas muito diferentes. Homens e mulheres são o oposto, como desporto e Budo . Pensamentos opostos.

DS: Obrigado pela entrevista e desejo-lhe, a si e a SKIF todo o sucesso para o futuro.

HK : OSS .

Fontes:

" Entrevista com Hirokazu Kanazawa "

Entrevistador: David Saorin

Tradução para Português: Mário Jorge Ribeiro da Silva

 

 

 

Actualizado em ( Quinta, 07 Julho 2011 23:41 )

Imagem aleatória
image1001.jpg
Total de Visitas
105325
TodayToday4
YesterdayYesterday28
This weekThis week163
This monthThis month814
AllAll105325